Toggle Quick Contact Bar

19 espaços culturais alternativos que valem (muito) a visita em SP

19 espaços culturais alternativos que valem (muito) a visita em SP

Posted by admin

26 ago 2014 — No Comments

Posted in Sem categoria

São Paulo é uma das poucas cidades do mundo em que a oferta de atrativos culturais é tão extensa que até mesmo os mais antenados acabam sendo sempre surpreendidos. Relacionamos nesse post lugares menos populares, mas nem por isso desinteressantes, muito pelo contrário.
Vale a pena RESERVAR um tempo na agenda para visitar os espaços sugeridos pelo site Hypeness:
1) Museu Tattoo Brasil
O museu reúne um rico acervo de mais de 500 itens que contam a história e a evolução da tatuagem no Brasil e no mundo. No local há os mais variados objetos destinados a tatuagem, vindo de tribos indígenas, marinheiros, estabelecimentos antigos e famosos ao redor do mundo.
2) Galeria Alma do Mar
A galeria de arte localizada na Vila Madalena nasceu da paixão do empresário Tito Bertolucci pela cultura do surfe. As peças que lá estão foram todas coletadas por ele durante viagens a lugares, como: Havaí, Austrália, México e Califórnia. O local abriga regularmente mostras de arte e dispõe de um acervo cultural, literário e histórico do esporte, incluindo pranchas de coleção/séries limitadas, acessórios e pôsteres feitos à mão por artesãos.
3) D4 Boteco Galeria
Trata-se de um bar que também funciona como espaço de exposições. O lugar reúne obras de arte urbana, com muitas cores e referências ao grafite e à pop art. No segundo andar, há uma pequena pista com DJ.
4) Atelier das Senhoritas
O atelier localizado perto da estação Praça da Árvore do metrô abriga oficinas, shows, cursos e tem servido de espaço de co-working para empreendedores ligados à arte, cultura, gastronomia, sustentabilidade e empreendedorismo.
5) Instituto dos Quadrinhos
A escola dedicada a aulas de desenhos em quadrinhos, incluindo cartoon, mangá, animação 2D e ilustração digital, oferece todas as quintas-feiras uma atividade aberta ao público gratuitamente, que pode ser desde uma aula desenho de observação, uma mostra de sketches, palestras, workshops ou um filme comentado.
6) Galeria Deco
Galeria especializada em arte contemporânea japonesa. Trabalhar com jovens artistas, escolhidos em universidades de arte do Japão, é uma das principais atividades do espaço.
7) Museu da TV
Localizado na sede da Pró-TV, em Perdizes, o museu resgata a história daqueles que fizeram a televisão brasileira e do eletrodoméstico em si. O acervo conta com mais de oito mil fotos, equipamentos, figurinos, scripts originais, televisores e cerca de 160 depoimentos, dentre eles relatos de Dercy Gonçalves, Boni, Eva Wilma e Walter Avancini.
8) Espaço Art’er
Espaço híbrido de arte e conexões na Vila Madalena que abrange as vertentes da sustentabilidade, arquitetura, design e tecnologia. O local tem a clara intenção de incentivar o reuso de materiais por meio de diversas linguagens artísticas.
9) Matilha Cultural
Talvez o único espaço multicultural do país onde os animais não apenas são bem vindos, como inspiram boa parte da programação.
10) estemp
Palco para novas experiências artísticas, o espaço promove residências, exposições e atividades criativas de todos os tipos.
11) Carbono Galeria
Esculturas, objetos, livros de artista, gravuras, fotografias, vídeos e todo e qualquer meio reprodutível compõem o acervo dessa galeria no Jardim Paulistano focada exclusivamente em obras de arte contemporânea múltiplas, o que permite oferecer ao público trabalhos de qualidade, criados por nomes consagrados, a um preço bastante acessível.
12) Museu da Pessoa
Um acervo de histórias de vida aberto à participação gratuita de toda pessoa que queira compartilhar sua história. Em sua sede, em Pinheiros, é possível gravar sua participação em vídeo (depoimento pessoal de vida) e participar de atividades abertas ao público.
13) Casa do Povo
O célebre prédio do Bom Retiro que abrigou nas décadas de 60 e 70 o Instituto Cultural Israelita Brasileiro foi todo revitalizado. São 5 pavimentos com mais de 2.000 metros quadrados, um teatro histórico de 300 lugares e uma biblioteca de 4 mil volumes. Exposições, workshops, oficinas, ateliês e projetos de residência artística compõem a programação.
14) Baró
O galpão de 1.500 m² na Barra Funda é referência na promoção da arte latino-americana. O espaço abriga também um conceituado programa de residência com artistas internacionais.
15) Red Bull Station
O prédio no centro tem como foco o incentivo a artistas em formação de todo o país, viabilizando projetos experimentais em artes plásticas e música, além de oferecer ao público a oportunidade de acompanhar in loco todo o processo de produção. O espaço abriga um estúdio, seis ateliês de residência artística, três espaços expositivos e uma charmosa cafeteria.
16) Zipper Galeria
Galeria focada em trabalhos de arte contemporânea de artistas brasileiros recentes, geralmente ainda pouco conhecidos. O espaço abriga exposições e eventos ligados à pintura, escultura, fotografia, vídeo, desenho, instalações, gravuras e novas mídias.
17) Casa da Xiclet
Não é Underground, é Playground! Não é Ponto de Cultura, é Ponto de Interrogação. Assim se denomina esse espaço localizado na Vila Madalena, onde acontecem exposições, shows, projeções de filmes, cursos e oficinas.
18) Choque Cultural
Espaço totalmente dedicado à arte urbana, sobretudo a grafitagem. Daniel Melim e Rafael Silveira são alguns dos artistas que integram o catálogo da casa.
19) Serralheria
Um portão de ferro na Lapa dá acesso ao galpão que abriga o espaço cultural, onde antes funcionava uma serralheria. O local abriga exposições e shows experimentais, sobretudo de jazz contemporâneo, soul e groove. No cardápio, vídeos, performances, artes gráficas, gastronomia e bons drinks!

No Comments

There are currently no comments on “19 espaços culturais alternativos que valem (muito) a visita em SP”. Perhaps you would like to add one of your own?

Leave a Comment